Sachi

Logo após o nascimento de seu irmão, a pequena Sachi começou a pedir a seus pais que a deixassem a sós com o bebê. Temendo que, como a maioria das crianças de quatro anos, ela pudesse sentir ciúmes e o quisesse machucar, eles disseram não. Porém, ela não mostrava sinais de ciúmes. Tratava o bebê com carinho e seus apelos para que fosse deixada a sós com ele começaram a se intensificar. Eles decidiram permitir.

Alvoroçada, ela entrou no quarto do bebê e fechou a porta; mas uma fresta se abriu – o suficiente para que seus curiosos pais espiassem e ouvissem. Eles viram a pequena Sachi andar devagarinho até seu irmãozinho, aproximar seu rosto para bem junto do dele e dizer baixinho:

– Bebê, diga-me como é Deus. Estou começando a me esquecer.

Dan Millman no livro: Canja de Galinha para a Alma
Jack Canfield & Mark Victor Hansen – Ediouro (livro esgotado)

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.