Qual é o animal?

0

Com certeza aquela era uma pessoa incomum. Mestre Alivan, como era carinhosamente chamado por seus discípulos, tinha um modo especial de viver. Defendia os fracos e as pessoas simples. De forma elegante combatia os exploradores. Usava sempre a arma da inteligência para vencer a força dos desentendimentos, das discussões, das brigas e lutas.

Ensinava de tal forma que todos podiam tirar proveito dos ensinamentos e em cada situação dividia tudo para que todos ganhassem.

Fez todos aprenderem que só há escassez para quem acredita nela, mas que para quem tem vontade de encontrar a prosperidade, a abundância, elas apresentam-se reais. É só uma questão de determinação.

As pessoas foram descobrindo com ele que as crises aconteciam caso sua forma de pensar assim permitisse.

Com sua chegada e a de seus quatro discípulos à vila de Hallage, a vida daqueles habitantes, pouco mais de uma centena de pessoas pode se transformar. Eles se impregnaram de sabedoria. Cinco missionários do amor e da vontade conseguiram mudar a pequena aldeia.

Um dia seus seguidores reunidos comentavam as qualidades do mestre, e um deles fez uma analogia entre o comportamento dos animais e do homem. Criou-se então a polêmica: qual seria o animal que representaria o grande Alivan?

Jessé, o discípulo mais antigo, logo pensou no rei dos animais, o leão. Já, para Ian, ele era muito fiel e carinhoso e poderia com certeza ser representado pelo cão. Para Tulius, o rinoceronte, por sua força e determinação, seria o animal que retrataria o seu modo de agir. Adanis admirava a agilidade e a elegância do mestre e comparou-o ao tigre.

Desencadeou-se um acalorado debate onde cada um procurava defender e argumentar o porquê de sua opção, de sua escolha e a conversa inicial, de amistosa e informal, tornou-se áspera e rude, coisa incomum entre eles. Nesse momento entrou o amado Alivan. Realmente parecia um rei, fiel e muito carinhoso.

Eram visíveis sua determinação, força, agilidade e elegância.

Jessé então perguntou: “Mestre, qual é o animal que através do seu comportamento, por seu modo de conviver com seu grupo, exerce uma influência especial em sua vida? Qual o animal que poderia representar suas ações do dia a dia?”

O grande Alivan sorriu e, olhando carinhosamente nos olhos de cada um deles, respondeu:

-O golfinho.

-Mas por que esse, senhor?

…Para saber a resposta, ler página 113 do livro:

Eu e Deus – Uma verdadeira história de amor – Autor: Dr. Cid Paroni Filho, distribuído por Lúmen Editorial

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.