Os pirilampos

Todas as noites, a polícia florestal recebia pedidos de ajuda para a localização de filhotes perdidos. Os pais chegavam angustiados e depois de algum tempo, acabavam por encontrar seus filhotes. Mas quanta angústia e sofrimento!

Certa noite, um grupo de pirilampos resolveu reunir-se para recordar os velhos tempos. A luz de suas lanternas resplandecia a grande distância.

O pequeno escaravelho andava perdido pela floresta, quando viu ao longe o tênue resplendor. Para lá se dirigiu a toda pressa. O mesmo aconteceu com a esquilinha, o ursinho, a joaninha e outros que se encontravam longe de casa.

Quando os pirilampos viram os filhotinhos, compreenderam que eles estavam perdidos e procuraram logo encaminhá-los para a polícia florestal. Os policiais agradeceram a colaboração dos pirilampos. E pediram-lhes que passassem a fazer parte do pelotão de busca aos filhotes perdidos.

Desta forma, os pirilampos organizaram um serviço de guarda durante as noites e começaram a ser chamados de “guardas noturnos”.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.