O pequeno chorão

O pequeno puma deixava seus pais e professores irritados, pois pedia tudo chorando. Na escola, quando precisava esforçar-se para aprender uma lição, fazia um tal drama de lágrimas e suspiros que incomodava os colegas e o professor.

Quando sua mãe lhe pedia algum favor, começava a chorar e a dizer:

– Não sei como isso se faz!

Na verdade, ninguém mais o levava a sério, e passava por palerma, coisa que efetivamente não era.

Tanto chorar inútil trouxe consigo o seu castigo. Um dia, cravou um prego numa pata e começou a chorar, desta vez com razão, porque sentia dores terríveis. É claro que ninguém lhe deu a menor atenção, pensando que se tratasse de mais uma de suas comédias.

Como resultado, a ferida infectou e tiveram que lhe fazer um tratamento longo e dolorido. Foi então que compreendeu que suas lágrimas falsas tinham sido prejudiciais, e por que as verdadeiras lágrimas não tinham surtido efeito.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.