O Feijão, a Palha e a Brasa

0

Em uma pequena casa, morava uma velhinha muito caprichosa, e, por isso, seu fogão de lenha era bem cuidado.

Um dia a velhinha não percebeu a falta de uma palha, um grão de feijão e uma brasinha que antes estavam no fogão.

Os três tinham escapado e conversavam em um cantinho da cozinha.

A palhinha disse:

– Se eu não fugisse, a água fervente cairia em cima de mim quando a panela virou.

Disse a brasinha:

– Se eu não fosse esperta, já teria morrido e virado cinzas.

Por último, falou o feijão:

– Eu, como vocês, também fugi a tempo, senão já teria sido cozido.

Conversa vai, conversa vem, os três resolveram dar um passeio e logo encontraram um riacho.

Como nenhum deles sabia nadar, pensavam em um modo de atravessá-lo. Muito ativa, a palhinha disse:

– Vou ficar esticada, servindo de ponte, e vocês passam um de cada vez, e logo depois eu também irei para o outro lado.

A palha se esticou e a brasa passou primeiro, queimou a palha, caiu na água e se apagou.

A palhinha, sentindo a dor em sua barriga, soltou a mão da beira do riacho e também caiu na água.

O feijão, que não pôde passar, achou tanta graça, que riu até estourar. Porém, logo ficou triste, pois não sabia como se arranjar.

Teve muita sorte pois um alfaiate passou por ali e o costurou com linha preta.

É por isso que hoje ele tem um olhinho branco em sua barriga.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.