O canto do rouxinol

Tinha sido organizado um concurso na clareira situada no meio do bosque. De todos os participantes, o que melhor cantasse ganharia um valioso prêmio. Antes de começarem as apresentações, todos já sabiam o nome do vencedor.

– O rouxinol vai ganhar o prêmio. Ele canta muito bem, afirmou a ovelha, que também pensava em entrar no concurso.

É verdade. São tão melodiosos os seus trinados! exclamou uma cadelinha com inclinações poéticas.

O concurso estava para começar. A expectativa era enorme.  O rouxinol seria um dos primeiros a se apresentar. Foi quando aproximou-se dos candidatos um cervo, muito triste, pedindo:

– Por favor, rouxinol! Eu lhe suplico, venha à minha casa. Meu filho está morrendo. Se ele ouvir seu canto maravilhoso, talvez fique curado.

Sem hesitar um só instante, o rouxinol renunciou à vitória certa e fez a vontade do pai aflito. Dizem que ao escutar o sublime canto do rouxinol, o cervozinho ficou curado num instante.

O amor e a bondade são instrumentos poderosos a favor do bem.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.