O álbum das decisões

Era uma vez… um empresário que tem um álbum onde anota as decisões mais importantes de sua vida. Cada vez que sente dificuldade em tomar novas decisões, o empresário folheia o álbum. Folheá-lo ajudava-o a ter inspiração e a lembrar-se do que fez, de qual método usou e do que eliminou.

Folheando o álbum, nota que, no momento em que tomou a decisão, ele não sabia, nem podia saber, quais teriam sido suas consequências, mas sentia que aquela era a decisão certa para ele naquele momento. Folheia o álbum das decisões para entender como pôde ter previsto, ou antecipado com razoável probabilidade, que suas expectativas teriam se realizado. Só hoje conhece as consequências da decisão então tomada, consequências que, naquele momento, não podia conhecer, pois estava vivendo aquela situação; logo, não podia saber sobre aquele futuro, que agora é o seu presente.

Folheia o álbum para indagar quais recursos utilizou, quais pensamentos pensou, quais sensações e emoções provou. Folheando o álbum das decisões percebe que alguns elementos se repetem. Teve sempre ideias claras sobre o que desejava alcançar a curto e a longo prazos. Recolheu informações suficientes, avaliou-as, imaginou cenários diversos, calculou o risco e confiou no resultado.

O último ingrediente que se repete é que, uma vez tomada a decisão, segue em frente, sem olhar mais para trás.

Do livro: Metáforas – Para a Evolução Pessoal e Profissional

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.