Interpretação

Lembro-me de quando fui a uma entrevista de trabalho em Londres, há muitos anos. Quando saí da entrevista, se alguém tivesse pedido minha opinião sobre o entrevistador, eu teria respondido com algo muito semelhante a “Ele me ignorou”.

O que ele fez, na verdade, foi girar a cadeira de um lado para o outro da janela toda vez que me fazia uma pergunta.

Na época, eu acreditava que “Ele nem olhou para mim, não está interessado em mim para preencher o cargo!”

O que eu não sabia, mas acabei descobrindo quando entrei para o departamento, era que essa era a sua forma de se concentrar na conversa. Em sua percepção, ele não estava me ignorando.

Sue Knight
Do livro: A Programação Neurolinguística e o Sucesso nos Negócios

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.