Falsas acusações

A inveja é uma maldição sobre a terra, tais são os problemas que causa e tão numerosos os seres que atinge.

O rato não podia suportar que o seu colega raposinho soubesse sempre as lições e tirasse sempre o primeiro lugar na turma, que sempre lhe havia pertencido.

Aproveitando-se de uma ocasião em que, não se sabe como, tinham desaparecido algumas coisas da mesa do professor, o rato, invejoso e sem escrúpulos, culpou o raposinho, sob o pretexto de que, como representante da turma, era o único a ficar sozinho na sala depois das aulas, Só poderia ser ele o ladrão!

À força de tanto falar e de apresentar provas falsas, o rato conseguiu convencer a quase todos os alunos, e até mesmo o professor, de que raposinho tinha muito a confessar a esse respeito.

Mas, no último momento, para felicidade do raposinho, tudo se esclareceu. A esposa do professor costumava vir limpar a sala depois das aulas. Como tinha visto os objetos do seu marido sobre a mesa, recolheu-os, levando-os para casa.

– Que maldade! Disse o professor ao envergonhado rato. Se há uma coisa que não se pode tratar com benevolência é a calúnia. Vá para a casa e não retorne às aulas durante quinze dias.

O raposinho, no entanto, que era muito bondoso, intercedeu a favor de seu falso colega, pedindo ao professor que o perdoasse. Em consideração a ele, tanto o professor como os colegas perdoaram ao rato, que pôde voltar às aulas já no dia seguinte, verdadeiramente arrependido.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.