Como ser humilde?

Era uma vez um jovem. Ele sabia que, se se tornasse humilde, seria uma pessoa melhor, mais feliz e mais conectada a Deus e ao sagrado. Um dia, esse jovem foi a um mosteiro e perguntou a um velho sábio que lá vivia:

– Sábio, o que devo fazer para me tornar uma pessoa humilde?

– Se quiser realmente encontrar essa resposta, deve ir ao cemitério e criticar os mortos – disse-lhe o sábio.

Sem questionar, o jovem foi ao cemitério e pôs-se a criticar os mortos.

Depois, voltou à presença do sábio, que lhe disse:

– O que os mortos fizeram diante de suas críticas?

– Nada. Não aconteceu absolutamente nada enquanto eu os criticava – respondeu o jovem.

– Muito bom – disse o sábio. – Agora você deve voltar ao cemitério e elogiá-los bastante.

Novamente, seguindo a orientação do sábio, o jovem foi ao cemitério e passou várias horas elogiando os mortos.

Depois, voltou à presença do sábio, que lhe perguntou:

– O que os mortos fizeram diante de seus elogios?

– Nada. Não aconteceu absolutamente nada enquanto eu os elogiava – respondeu o jovem.

Então, o sábio disse-lhe:

– Se quiser ser um homem humilde, vai precisar aprender a reagir como os mortos reagiram aos elogios e às críticas que você lhes fez. Ou seja, deve manter-se indiferente perante elogios ou críticas, mantendo, porém, a capacidade de perceber a verdade que pode existir na crítica sem deixar que isso lhe traga sofrimento.

Autor desconhecido
Do livro: Valores Humanos – a revolução necessária
Izabel Ribeiro
All Print Editora

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.