A toupeira descontente

Uma família de toupeiras vivia debaixo da terra, na sua escura toca. Ali não penetrava a luz do sol, mas estes animais encontravam-se a salvo de seus inimigos. No entanto, o filho mais velho da família, que era irrequieto e aventureiro, não estava contente com sua sorte. Desejava ver o campo e o bosque em plena luz do dia.

– Não aconselho que o faça! Advertiu-o o pai. Os seus olhos não estão preparados pela Natureza para resistir à luz solar. Se sair lá para fora, você ficará cego!

Eram palavras muito convincentes, que causaram uma certa hesitação no jovem. Mesmo assim, não se deu por vencido e decidiu fabricar uns óculos com lentes foscas e grossas, com os quais pudesse desafiar a deslumbrante luminosidade do sol. Uma vez equipado com tão poderoso instrumento protetor, saiu até a superfície da terra, decidido a explorar o mundo que se estendia ao ar livre.

No entanto, viu tudo muito escuro e triste com seus óculos foscos. Sentiu saudades de seu mundo subterrâneo. Frustrado, desceu para sua toca.

– Bah! Não vale a pena subir até lá em cima, comentou. É tudo tão lúgubre!

Seu pai sorriu ao ouvi-lo, pois sabia a causa do que tinha acontecido, mas não disse nada. Queria que seu filho aprendesse a lição e se conformasse com a forma de vida que a Natureza lhe oferecia, sem invejar os outros animais.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.