A estrelinha-do-mar

Os peixes do mar admiravam a beleza da estrelinha. Sempre que a viam, desfaziam-se em mesuras e cortesias dirigidas a ela. Contudo, a estrelinha sentia-se triste. Quando subia à superfície do mar e contemplava as estrelas do céu, desejava ardentemente ser uma delas, e até se esquecia de como ela própria era bela.

– Estrelinha, você não tem nada a invejar em suas irmãs do céu, dizia-lhe um peixe espada. Sua beleza é tão grande quanto a delas.

Embora estrelinha agradecesse o elogio, continuava imersa em sua tristeza e na contemplação do céu.

Um dia, estrelinha sonhou que era uma estrela do Universo. Via suas irmãs longe, muito longe, e, embora tentasse falar com elas, sabia que a distância a impedia. Por isso, irradiava um brilho intenso, pois a luz era a única maneira de se comunicar com sua irmãs.

Quando a estrelinha despertou, ela compreendeu o significado de seu sonho.

Ninguém pode sentir-se feliz enquanto invejar as qualidades dos outros. É melhor valorizar e desenvolver as nossas próprias qualidades, sem querer imitar a ninguém. Diante de Deus, somos todos iguais.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.